Esperança

Esperança

Tenho visitado alguns condomínios, a maioria deles vêm de gestões desastrosas, desrespeito às contas, desrespeito às leis e abandono.

Me impressionei com uma palavra que vem se repetindo espontaneamente, ESPERANÇA; voltar a ver a luz nos olhos e uma energia nova para ver as coisas mudarem, tratarem o prédio não como um negócio, mas com o carinho, atenção e respeito que ele merece.

Cada prédio tem as suas características e deve ser tratado de forma diferente e especial, entendendo e atendendo as suas necessidades básicas e pessoais que somente a presença constante do síndico pode proporcionar.

Sim, é possível unir honestidade, muito trabalho e atenção, basta vontade!

************************************************************

Renato Moreno Munhoz

21-7932-1878

renato@condominiosimples.com.br

Anúncios

Dia de Assembleia

Dia de Assembleia

Hoje é dia de mais uma assembleia, mais um dia de ansiedade, imaginando como será, o que acontecerá e já planejando antecipadamente tudo que será feito caso eleito síndico, as prioridades, as ações emergenciais, enfim, como transformar o condomínio, que sequer ainda me conhece, em um lugar bom para todos os moradores.

Acredito que com o passar dos anos essa sensação, essa ansiedade diminua e só peço a Deus que nunca me tire a força de vontade de fazer a diferença, de mudar, de nunca ser apenas mais um.

Todos temos uma missão nesse mundo, espero estar cumprindo a minha imprimindo a minha forma der ser e semeando exemplos de honestidade e boas intenções por onde eu passar, seja em casa, no trabalho e entre amigos.

Espero então uma assembleia calma, sem turbulências e sem polêmicas, como todas deveriam ser!

*********************************************

Renato Moreno Munhoz

renato@condominiosimples.com.br

21-7932-1878

A Valorização do Trabalho

A Valorização do Trabalho

untitled-1.jpg

Ao visitar um condomínio e fazer o preço, você não está somente vendendo um título de Síndico Profissional, nesse valor estão embutidos o seu tempo, experiência e principalmente a vontade de fazer a diferença, de resolver, de ir além e melhorar a vida das pessoas.

O barato normalmente sai caro, deve-se haver uma percepção do nível de serviço solicitado e somente após isso, saber o quanto se está disposto a gastar.

O bom síndico tem a difícil missão de reduzir os custos totais do condomínio, o que acaba auto-pagando seus honorários, e muitas vezes, com “lucro” ao condomínio.

O conselho fiscal e moradores deverão decidir pelo que procuram, se é resolver uma questão legal, de apenas manter um síndico oficialmente constituído ou alguém disposto a trabalhar com empenho para solucionar as suas necessidades.

Cuidado ao desperdiçar talentos em troca de alguns tostões.

***********************************************************

Renato Moreno Munhoz

21-7932-1878

renato@condominiosimples.com.br

A Responsabilidade Civil e Criminal do Síndico

Responsabilidade Civil e Criminal do Síndico

As responsabilidades do síndico são muitas, porém o bom síndico normalmente não precisa se preocupar com as possíveis punições e multas as quais ele está sujeito.

No entanto o síndico deve estar sempre atento uma vez que ele responde civil e criminalmente, a depender do tipo de infração ou descumprimento.

As penalidades vão desde uma advertência, até multa e detenção.


Como evitar?

1- Ser honesto

2- Procurar ajuda profissional, seja uma consultoria ou a contratação de um síndico profissional experiente.

3- Cumprir todas as regras do regimento interno e convenção.

4- Portar-se de maneira exemplar e nunca falar mal ou discutir com um morador.

5- Manter toda a documentação rigorosamente em dia, assim como todas as manutenções obrigatórias.

6- Ter cuidados especiais aos acessos playground, piscina e academia, exigindo atestado médico, assinatura de termos de compromisso e preferencialmente com a presença de um profissional (exceto em casos onde o profissional é obrigatório. Ex.: Guardião de Piscina)

7- Seguir todas as leis locais obrigatórias para o uso da piscina.

8- Manter critérios rígidos no processo de contratação de novos funcionários.

9- Não aceitar desvios de condutas dos funcionários em nenhuma hipótese.

10- Prestar contas de forma transparente, mantendo os documentos organizados e com fácil acesso.

11- Cobrar de forma rápida e reservada os devedores, nunca lhes expondo à situações constrangedoras.

12- Dar atenção às obras, os tipos, o orçamento e a execução.

13- Exigir sempre o uso dos Equipamentos de Proteção Individual de todos os empregados e contratados, de acordo com as atividades realizadas.

Nos próximos artigos vamos detalhar os principais problemas, como evitar e como se livrar deles quando não for possível evitá-los.

**************************************************************************

Renato Moreno Munhoz

renato@condominiosimples.com.br

21-7932-1878

As Maçãs Podres

Em todos os lugares onde existem pessoas, cargos, dinheiro e poder, existe a ganância e com ela a possibilidade de que pessoas de baixa moral queiram se beneficiar das facilidades do cargo para obter vantagem pessoal, no condomínio não é diferente, e não é  só o síndico tem esse poder.

É claro que o exemplo deve vir de cima, mas toda forma de desonestidade deve ser veementemente coibida e extinta, falha quem pensa que o furto de material de limpeza é um delito menor, pouco ou muito, esse é só um sinal claro de falta de caráter.

A tolerância para todos os casos é ZERO, a subtração de um bem alheio do condomínio em nada se difere de um furto de carro, é CRIME!

Como identificar?

Só é possível identificar esses desvios quando o conselho se faz próximo e atuante, verificando as contas e analisando os balancetes, criticando os gastos e acompanhando a execução dos serviços no condomínio.

Além disso, excesso de obras, serviços desnecessários e sem aprovação em assembleia e contas correntes onde só um tem acesso são indícios que devem ser investigados.

Quais são tipos de crimes mais comuns?

  • Superfaturamento de bens e serviços
  • Desvios de materiais de limpeza, elétricos, equipamentos e outros
  • Contratação de serviços que nunca foram realizados
  • Pagamentos de produtos que não são entregues
  • Uso dos recursos do condomínio em benefício próprio (telefone, internet, água, gás, energia elétrica etc.)
  • Não repassar os encargos trabalhistas recolhidos
  • Excessos de horas extras concentrados em poucos funcionários
  • Troca constante de administradora

E as Administradoras?

Queremos acreditar que todas são honestas, mas isso não é verdade, as vezes agem sozinhas e as vezes em conluio com o síndico.

As ações propostas pelas administradoras assim como o cumprimento de todas as suas obrigações contratuais e tributárias deverão ser acompanhadas pelo conselho fiscal do condomínio.

Infelizmente não existe cadeia no nosso país para esse tipo de crime, porém temos todos que manter os olhos abertos a fim de não ser conivente e abolir esse tipo de prática tão danosa à nossa sociedade. A tolerância aos delitos menores geram uma resistência quase que orgânica para suportarmos apropriações cada vez maiores dos nossos recursos, nosso suado dinheiro.

Renato Moreno Munhoz

renato@condominiosimples.com.br

21-7932-1878